Análise: VoltTurn 1


Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Treinadores, neste post o vencedor do Torneio dos Campeões do Ranking de 2011, Yan, fala como utilizar a estratégia conhecida como ‘Volturn’ (também conhecida como ‘ScizorWash’), que utiliza Scizor e Rotom-Wash (máquina de lavar) para se manter sempre um passo a frente do oponente.

Inicialmente, vamos mostrar movesets comuns para os dois pokémon e aí falamos sobre como usá-los ‘em conjunto’. Vamos ver!

Trabalho individual

Scizor

Pokémon Scizor
@Choice Band
Trait: Technician
EVs: 252 HP / 96 Atk / 16 Def / 144 SpDef
Adamant (+Atk, -SAtk)
– U-turn
– Bullet Punch
– Superpower
– Pursuit / Quick Attack / Night Slash

Esse moveset é mais voltado para batalhas 6×6, pois ficar preso em um golpe por causa do Choice Band pode significar derrota com muito mais facilidade em lutas 3×3 / 4×4. U-turn força a troca do adversário para algo que o resista, como Skarmory e Gliscor, que perdem para o Rotom-W, pressionando o adversário para trocar novamente. Bullet Punch tem STAB e ataca antes. Superpower pega pokémons como Heatran e Magnezone entrando desprevenidos.

O último golpe vai depender do resto do time. Pursuit faz chorar pokemóns como Gengar e Latios nas trocas. Quick Attack bate mais forte do que Bullet Punch contra pokemóns como Infernape ou Starmie e Night Slash pega Dusknoir, Dusclops e Jellicent. Tirando Superpower, todos os golpes se beneficiam de Technician

Essa combinação de EVs é incomum, mas é a melhor nessa para esse moveset. Com a SDef, o Scizor segura um Hidden Power fogo de Modest Celebi e o mata com U-turn, com essa Def ele segura Close Combat de Terrakion e esse Atk é suficiente para ele realizar seu trabalho, matando o mais forte dos Reuniclus de Trick Room (252 HP/4 Def). Ele tem poucos EVs em speed pois é assim que o moveset funciona. Na realidade, Speed no Scizor só serve para ‘passar outros Scizors’. Mas a idéia desse é justamente não ser mais rápido: quando ficar um Scizor na frente do outro, o do oponente irá usar U-turn e você, por sua vez, usará U-turn no Pokemon que ele mandar, podendo colocar algo que tem vantagem.

Rotom-Wash

Pokémon Rotom Wash
@Leftovers
Trait: Levitate
EVs: 252 HP / 160 Def / 96 SpDef
Bold Nature (+Def, -Atk)
– Volt Switch
– Hydro Pump
– Will-O-Wisp
– Pain Split

Um dos pokémons mais usados na LOP-SP, tanto em batalhas 6×6 quanto nas 4×4. Nas versões Diamond/Pearl, as formas do Rotom serviam principalmente para bloquear Rapid Spin. Em Black & White, eles perderam o tipo Ghost para terem seu tipo secundário variando com a forma. Devido à guerra de climas, Rotom-Wash ganhou destaque entre as outras formas por se sair relativamente bem nos principais climas – Rain Dance, Sandstorm e Sun, além de bater com Hydro Pump 1.5x mais forte na chuva. Will-O-Wisp estraga a festa de pokémons físicos. Volt Switch é um golpe elétrico que surgiu em Black & White e funciona como U-turn: o usuário ataca e é obrigado a trocar em seguida. Pain Split é ótimo para 4×4, onde não é permitido usar golpes de recuperação direta. Os EVs são feitos pra maximizar o poder defensivo mas também segurar alguns golpes especiais.

@Choice Scarf / Choice Specs
Trait: Levitate
EVs: 4 HP / 252 Spe / 252 SpA
Timid Nature (+SpA, -Atk)
– Volt Switch
– Hydro Pump
– Trick
– Thunder / Hidden Power (ice, fire ou bug)

Os dois primeiros golpes têm STAB e são destrutivos tanto para times ofensivos como para defensivos. Trick acaba com a festa de Blissey e Chansey, impedindo-as de trocar golpes. O último slot irá depender do resto do time: Thunder é ótimo combinado com Politoed (100% de precisão), Hidden Power fogo bate em Ferrothorn e Scizor, Hidden Power gelo bate em Garchomp e Dragonite com 4x super efetivo e Hidden Power inseto mata Celebi esperando Volt Switch ou Hydro Pump. Os EVs são bem padrão, speed máxima e SAtk pra aumentar seu poder destrutivo e o restinho em HP pra sobreviver mais.

Trabalho em conjunto

Pokemon Scizor Rotom wash

U-turn + Volt Switch é destrutivo contra vários times, lentamente acaba com a defesa adversária e abre caminho para a vitória. A sinergia dos dois é muito boa também. Rotom-Wash entra nos golpes de fogo que seriam problema para o Scizor, que entra nos golpes Grass que seriam fatais para seu parceiro. De bônus, a combinação derruba Tyranitar e Politoed, os principais pokémon weather inducers (ver obs. abaixo) do jogo.

Obs.: Weather inducer é o nome dado aos pokémon que induzem um clima (Sandstorm, Hail, Rain Dance e Sunny Day) com sua ability ao entrarem em campo. Exemplos: Groudon, Kyogre, Abomasnow, Tyranitar, Politoed, Ninetales.

Como usá-los em um time

O verdadeiro poder desta dupla aparece quando temos algum pokémon com Rapid Spin, pois aí podemos trocar a vontade sem tomar dano de Stealth Rock ou Spikes. Forretress, Donphan, Claydol e Tentacruel são os melhores para tal função. Outro fator importante é podermos soltar entry hazards (ver obs. abaixo) no lado do oponente, pois como você obriga ele a trocar várias vezes, o dano de Stealth Rock / Spikes / Toxic Spikes se torna relevante. Esse tipo de suporte é vital para essa estratégia. Skarmory, Ferrothorn e Forretress são ótimos para isso. O resto do time irá depender do estilo de jogo de cada um, mas essa estratégia combina muito bem com times ofensivos, por pressionar constantemente o adversário.

Obs.: Entry hazards é o nome dado para golpes como Stealth Rock, Spikes e Toxic Spikes, onde você obriga o adversário a tomar dano (ou status negativo) ao trocar.

Conclusão

Volturn é bem fácil de ser usado e seu poder destrutivo é gigantesco. Use e abuse disso para ganhar suas lutas na LOP-SP e também no metagame online!

Podem ver uma luta minha contra o Felipe Martoni pela Final da Copa land 2011, mostrando o potencial destrutivo de Volturn:

Gostaria de se tornar um redator da LOP-SP e escrever sobre Pokémon? Cadastre-se neste formulário!


Sobre Carlos Agarie

Joga Pokémon há quase 18 anos, além de Shin Megami Tensei, Final Fantasy e StarCraft. É o Organizador Principal da Liga Pokémon de SP e um dos Tournament Organizers nos eventos oficiais.


Deixe uma resposta

Um pensamento em “Análise: VoltTurn