Report Meetup NParty + LOP SP 16/02 18


Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Bem amigos da LOP-SP, estamos aqui hoje para trazer informações sobre o evento que rolou no último domingo, dia 16/02, no Bob’s da Paulista.

Foi um encontro bem legal, que reuniu o pessoal da NParty, com torneios de Mario Kart 7, entre outras coisas, e a galera da LOP-SP pra jogar um torneio de VGC, e se tem VGC, eu tô lá!

Para mim, foi uma experiência muito legal por diversos aspectos. Primeiro, porque desde 2005 que eu não ia a um evento, e é muito legal ver caras conhecidos de novo, tipo o Japan e o Jesus. Outro motivo que fez desse evento especial pra mim é que eu acabei ajudando a organizar as coisas, graças a um aplicativozinho no meu celular, e propus um formato diferente, e deu certo! Teve uma baguncinha básica, mas no fim, conversando com o pessoal que jogou, foi bem legal, já que ninguém que perdeu a primeira partida (incluindo eu) teve que voltar pra casa como um cachorrinho que caiu da mudança pra Hoenn (OMG OMG HOENN CONFIRMED!), tendo a oportunidade de dar a volta por cima. E eu quase fui pras semifinais! Depois de tanto tempo longe do competitivo, foi bem gratificante (principalmente levando em conta que terminei meu time às 2 da manhã).

Foi legal ver como apelidos surgem (Jesus Jr. e Borat que me desculpem), e ver quase todo mundo jogando até o fim, e ficando pra ver as batalhas decisivas. Foi uma experiência sensacional, e mal posso esperar para estar lá de novo.

No site da NParty, tem várias fotos legais já, deem uma olhadinha lá e se marquem, caso achem vocês no meio da bagunça!

Falando do torneio em si, o formato foi bem diferente do que o pessoal está acostumado, mas foi exatamente o mesmo que acontece nos torneios oficiais de VGC da Nintendo.

A primeira fase foi no formato chamado de suíço, no qual os jogadores se enfrentam de acordo com sua força, de forma a garantir uma paridade maior, e a evitar a decepção de voltar pra casa logo de cara. Os 38 jogadores inscritos jogaram 6 rodadas do torneio suíço, salvo alguns poucos que foram embora mais cedo ou foram eliminados por usarem Pokémon ilegais no formato), com o Top Cut sendo de 4 jogadores. Nas fases finais, as batalhas deixaram de ser individuais para serem melhor de 3, com o vencedor de duas delas passando de fase ou sendo o campeão. Todas as batalhas tiveram 15 minutos de limite de tempo, salvo uma ou outra que passou um pouco porque não conseguimos encontrar quem faltava no meio do povo.

Vou colocar aqui os 20 primeiros colocados, com a classificação na ordem dada pelo programa (que já aplica os critérios de desempate padrões no formato suíço). Se errei a forma de escrita do nome de alguém, ou se alguém cujo apelido está aqui quiser se identificar pelo nome, é só falar que a gente edita. Depois da classificação, colocarei o Top Cut.

Classificação da fase suíça

  1. Braz
  2. Vitor Nunes
  3. Jon X (Esperando aparecer o Jon Y)
  4. Cedrico (Diggory não morreu!)
  5. Japan
  6. LH (Este que vos fala \o/)
  7. Edilon
  8. Jesus Jr. (Este apelido tem uma história legal)
  9. Flávio Oliveira
  10. Bruno Pedro
  11. Bruno Watanabe
  12. Cicero Silva
  13. Felipe Cardoso
  14. Joy Basílio
  15. Diogo Vilela
  16. Allan Mendes
  17. Ley de Gaulle (Sim, uma representante do sexo feminino no Top 20)
  18. Rafael Cruz
  19. Dalton Okura
  20. Vitor Carreta

Top Cut

O Top Cut nos torneios da Nintendo é a fase decisiva. De antemão, de acordo com o número de inscritos e com o tempo para a realização do torneio, é definido quantos jogadores passarão para a próxima fase. Geralmente 4, 8 ou 16, os jogadores que chegarem nessa fase terão possibilidade de aplicarem sua técnica de batalha de forma mais estratégica, já que enfrentarão seus adversários numa melhor de três partidas, podendo trocar os 4 Pokémon escolhidos dentro dos 6 inscritos de uma partida para a outra. No nosso caso, foi Top 4, com os que se classificaram nas 4 primeiras posições na primeira fase se enfrentando em semifinais e final.

Semifinais:

Braz 2 x 1 Cedrico
Vitor Nunes 0 x 2 Jon X

Final

Braz 1 x 2 Jon X

Sendo assim, Jon X foi o campeão do nosso primeiro torneio nos mesmos moldes que a Nintendo aplica no VGC (você pode ver uma foto dele no link pro site da NParty). Esperamos que os participantes tenham gostado do novo formato e que, conforme o tempo passe, possamos mostrar pra Nintendo que, se Coreia do Sul, Austrália e África do Sul podem mandar pelo menos 3 jogadores por ano pra disputar o Mundial, o Brasil também pode. Quem sabe não consigamos ser o mais novo país incluso no circuito oficial na próxima temporada?

Parabéns ao Braz, por ter passado pela fase suíça do torneio invicto, e ter chegado à final, e ao Jon X por ter sido o grande campeão do dia! Pedimos a todos os que competiram que salvaram suas batalhas que acharem legais, colocarem aqui nos comentários, pra compartilhar com todo mundo. E assim que possível, teremos aqui ou no Facebook as batalhas das semifinais e final.

Um único alerta que gostaríamos de dar é que, para a próxima vez, seria legal se todos os treinadores checassem seus Pokémon na lista que consta no post de introdução ao VGC, para evitarmos desclassificações pelo uso de Pokémon ilegais. E para quem não gosta dessas limitações, entendam por favor que não somos nós que fazemos as regras, apenas seguimos.

Há os torneios OU Singles, que seguem as regras da Smogon, com seus banimentos e seus sets quase sempre iguais, e há o VGC, com suas regras específicas que mudam ano a ano. É um desafio legal você montar times diferentes para estratégias diferentes.

Pra quem não gosta das limitações, domingo agora, dia 23, tem o primeiro evento em conjunto com a Nintendo Blast, o StreetBlast Battle, com as regras de OU 6×6, com PokéBank liberado, pra quem gosta de singles. Vá ao Bob’s da Paulista e participe!

E que venha o próximo VGC!

Gostaria de se tornar um redator da LOP-SP e escrever sobre Pokémon? Cadastre-se neste formulário!


Sobre LH Almeida

LH Almeida joga Pokémon desde 96, competitivo desde 2001, e continua tentando ser o melhor, como ninguém nunca foi, especialmente em VGC. Sua maior paixão é breedar Pokémon e não tá nem aí pros shinies (exceto Umbreon e Pachirisu). Ele também é árbitro de futebol americano, editor do Mile High Brasil e trabalha como tradutor.


Deixe uma resposta

18 pensamentos em “Report Meetup NParty + LOP SP 16/02